Disciplinas Atletismo

Salto em Comprimento

O salto em comprimento é uma disciplina do Atletismo em que os atletas combinam força, velocidade e agilidade numa tentativa de saltarem o mais longe possível.

O salto em comprimento era uma das disciplinas dos Jogos Olímpicos da Grécia Antiga e tem feito parte dos Jogos Olímpicos da Era Moderna desde a sua primeira edição, em Paris no ano de 1894.

Esta disciplina é conhecida por ser aquela onde os recordes mundiais são mais difíceis de bater, o norte-americano Mike Powell detêm o seu desde 1991, com um salto de 8,95 m e em femininos, e a russa Galina Chistyakova é recordista mundial desde 1988, com um salto de 7,52 m.

Nesta disciplina o português Carlos Calado já foi 3º classificado em dois Mundiais, um de Pista Coberta, em Lisboa e também ao ar livre em Edmonton, ambos em 2001.

 

Triplo Salto

Uma das disciplinas que fez parte dos primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna, disputados em Paris, o triplo salto combina velocidade, força, ritmo e elasticidade.

Os recordistas mundiais são o britânico Jonathan Edwards com um salto de 18,29m e a ucraniana Inessa Kravets, com 15,50m.

O recordista de Portugal é Nelson Évora, com um salto de 17,23m.

 

100 Metros

Talvez uma das disciplinas mais mediáticas do atletismo actual, até pelos piores motivos, devido às constantes acusações de doping que envolvem alguns seus dos principais nomes, quer sejam da actualidade e do passado.

O recordista mundial actualmente é o jamaicano Assafa Powell que correu a distância em 9,77 segundos.

Em femininos o recorde pertence à norte-americana Florence Griffith Joyner, com 10,49 segundos.

O luso-nigeriano Francis Obikwelu é actualmente um dos grandes nomes da disciplina, sendo o campeão europeu em título e tendo já sido vice – campeão olímpico.

 

200 Metros

Outra disciplina de velocidade pura, os 200 metros tem no norte-americano Michael Johnson, o recordista mundial, com um tempo de 19,32 segundos alcançado nos Jogos Olímpicos de Atlanta em 1996.

Para além de ser recordista mundial nos 100 metros, Florence Griffith Joyner colecciona também o recorde mundial dos 200 m com um tempo de 21.34 segundos, datado de 1988, no Jogos Olímpicos de Seul.

Também nesta disciplina Francis Obikwelu “dá cartas” tendo já representado o nosso país nesta distância em Jogos Olímpicos e Campeonatos Europeus, onde venceu a medalha de ouro.

 

400 Metros

Disciplina em que o mais importante continua a ser a velocidade, é conhecida como o sprint prolongado. O recordista mundial é, tal como nos 200 metros, o velocista dos EUA, Michael Johnson, com máximo mundial de 43,18 segundos.

Em femininos o recorde pertence à alemã Marita Koch com 47.60 segundos.

 

1500 Metros

Uma das disciplinas presentes nos Jogos Olímpicos, faz parte do chamado meio-fundo no atletismo.

Tem como recordista mundial o marroquino Hicham El-Guerrouj, com um tempo de 3.26 minutos, em femininos a recordista é a chinesa Qu Yunxia, com o tempo de 3.50.46.

O português Rui Silva, atleta do Sporting é um dos grandes nomes a nível mundial da disciplina, tendo já vários títulos e medalhas, tanto em Jogos Olímpicos como em Campeonatos Europeus e Mundiais.

 

5000 Metros

É a primeira disciplina de fundo do atletismo, em que a resistência é primordial.

Disciplina olímpica, tem no queniano Kenenisa Bekele o recordista mundial, com um tempo de 12,37,32 minutos e na etíope Meseret Defar a recordista feminina, com um tempo de 14,24,53 minutos, que ainda aguarda ratificação por parte da IAAF.