Comunicado: O Vitória merece respeito.

Categorias: Clube


20140119-172652.jpg

O VITÓRIA MERECE RESPEITO.

Caros Sócios,

Vimos comunicar a nossa maior indignação por este Movimento de “Pseudo Vitorianos” que só visam a desestabilização desta Grande Instituição que tem mais de 100 Anos de História e um palmarés invejável ao nível desportivo deste País.

Os Atletas Profissionais desta casa, não são imunes às notícias vindas a público sobre um pedido de destituição desta Direção e da respetiva SAD, por motivos não conhecidos nem apresentados nos documentos criados para esse efeito.

A VFC-SAD está inserida no Campeonato Nacional da 1.ª Liga Portuguesa e os seus profissionais precisam e merecem RESPEITO e estabilidade.

A 2.ª volta  vai começar e a nossa tarefa não vai ser fácil, até porque, as nossas armas, como sabem, não são iguais às da grande maioria dos outros Clubes.

O mês de Janeiro é fundamental para o futuro da equipa, metade do plantel acaba o seu vínculo contratual e a instabilidade criada por este movimento não ajuda às renovações de atletas, equipa técnica, novos jogadores  e, sobretudo, sponsors, sendo estes, fundamentais para a estabilidade financeira que tanto se pretende.

Não se conhece a motivação deste Grupo, que se apelidam de Vitorianos, mas que, claramente, só visam prejudicar o que foi conseguido com muito trabalho, esforço  e dedicação, e o que muito poucos acreditavam e outros já haviam desistido, leia-se aqui os mentores de tal pedido.

Caros Sócios foram assumidas responsabilidades pessoais, por vários dirigentes, perante bancos e Entidades Públicas, para que o Vitória não acabasse, e saibam que esteve muito perto de desaparecer, enfatize-se que por vontade deste Grupo começaríamos nos Distritais.

O que está por detrás desta gente?
Que intenções os movem?

Estamos no Vitória porque queremos, e porque sempre acreditámos que era possível salvar o Vitória. Quando terminar o nosso mandato, os verdadeiros Vitorianos que nos julguem, pelo nosso trabalho, pelo que fizemos e pelo que ainda temos para fazer, e quando saírmos desejamos deixar um Vitória com Futuro.

Precisamos de todos os verdadeiros Vitorianos, pois a caminhada não é fácil.

A VFC-SAD foi encontrada num estado que se reflete num passivo de 29 M de €. Mesmo assim, a força e a vontade de dignificar este Clube, fez com que fosse apresentado um Plano Especial de Revitalização (PER), que foi discutido, negociado e submetido à rigorosa apreciação dos nossos credores.

Sócios, o PER foi aprovado/votado favoravelmente, por 96,4% dos credores, estando, ainda, a ultimar os seus demais termos.

Foi um trabalho árduo e nada fácil pois envolveu a Fazenda Nacional, a Segurança Social, Bancos, Trabalhadores, Fornecedores, etc, onde a Credibilidade, Estabilidade e Confiança em quem conduz os desígnios deste Vitória foram as palavras de ordem.

Os corpos dirigentes do VFC mereceram e ganharam a sua legitimidade por eleições recentes, livres e pelos vossos votos, os corpos diretivos do VFC-SAD, como verificaram, têm ao seu lado o respeito e a confiança dos seus credores.

Existe um projecto, existe vontade, existem idéias e capacidade de reconduzir o Vitória Futebol Clube ao lugar de destaque no panorama nacional que bem merece.

Estas capacidades, este querer, a assunção do compromisso foram apresentados, a todos, nos momentos em que o Clube atravessava grandes dificuldades.

Ao contrário de outros, que permaneram na “toca”, desestabilizando, criticando, à espera que o VFC caísse para se assumirem como salvadores.

E como o Vitória não caiu, esse tal pseudo grupo, esperou o trabalho feito, esperou a establidade financeira advinda do PER e logo tratou de recrutar menores de idade e não sócios a afirmarem-se como sócios, e de reunir um conjunto de assinaturas cuja validade a todos ofereceu dúvidas, para tentar desestabilização, destituir a Direcção deste Clube para, assim, igualmente chegarem ao VFC-SAD.

Haja decoro, haja dignidade, haja respeito por quem trabalha e, sobretudo, haja respeito pelos Sócios do VITÓRIA FUTEBOL CLUBE.

QUEM É ESTE GRUPO:

Alguns elementos deste grupo, até já, foram Dirigentes do Vitória por isso deveriam saber e ter bem presente o quanto difícil é dirigir, senão vejamos:

Júlio Adrião
Esteve  na Direção que abandonou.
Prometeu  5 M de €, exigiu   a entrada de dois dirigentes da sua confiança (João Martins e Américo Rosa), alegadamente esse dinheiro vinha da família do Sr. Antoine Velge, mas…… até hoje continuamos à espera.

Jorge Santana
Foi Dirigente eleito para um Mandato de 3 Anos, abandonou ao fim de 1 (um) ano.

Deixou pesada herança no Clube, sendo que, ainda hoje, esta Direcção está a resolver um financiamento que contraiu junto do Banco Efisa de 6 M de €, e que já levou a que fosse apresentado um Processo de Insolvência ao Clube.

Pediu um adiantamento de uma Época, no valor de 1.8M €, ao principal sponsor do VFC-SAD – PPTV – que todos os anos se amortiza em 200 000€, retirando, assim, liquidez à gestão do mesmo.

Este mesmo ex-dirigente, Jorge Santana, vendeu passes de jogadores a um fundo chamado Investfootball no valor 266.000€.

Não cumpriu com as responsabilidades adstritas e por esses factos, os Administradores actuais, viram recentemente as suas casas, contas bancárias e demais bens pessoais Penhorados.

José Isidro
Ex-Presidente da Assembleia Geral colocou o próprio Clube – VFC – em tribunal.

Este Grupo entregou ao actual Presidente da Mesa da Assembleia Geral, um pedido de destituição da Direção do Clube com pedido de eleições antecipadas.

Este mesmo Grupo, antes até de entregar tal pedido, avançou para a comunicação social dizendo manifestas inverdades, dizendo, por exemplo, que a direção da SAD não reunia condições de gestão para daqui por dois anos, quando nos dizeres do Dr. Júlio Adrião e seu grupo, terminasse o período de carência de pagamento aos seus credores no âmbito do PER, não teriam condições para satisfazer esses compromissos.

Sócios, é lamentável que este Grupo na ânsia de desestabilização e procura de mérito pessoal, nem sequer tenha lido ou analisado o PER, que é um documento público – depositado no Tribunal.

É falso, ridículo e manifesta total desconhecimento e impreparação daquele Grupo, o que por aqueles tem sido afirmado.

Exemplificadamente se informam V. Exas que:
O VFC-SAD negociou com a Fazenda Nacional o pagamento das suas dívidas em 150 prestações, sem qualquer carência, até porque juridicamente tal é impossível de suceder.

O VFC-SAD negociou com a Segurança Social o pagamento das suas dívidas em 120 prestações, sem qualquer carência, até porque juridicamente tal é impossível de suceder.

O VFC-SAD negociou com a Banca acordos a 10 (dez) anos, quando tinha acordos a um ano.

O VFC-SAD negociou com os seus trabalhadores pagamentos a 5 (cinco) anos, com carência inicial de seis meses.

O VFC-SAD negociou com os seus fornecedores um perdão de 50% do capital e pagamento do restante em dez anos com carência de dois anos.

Assim, unicamente com fornecedores (que correspondem a 1 m € num passivo total de de 29 M €) existe a dita carência de dois anos, ou seja, existe carência, unicamente, no grupo de credores de valor mais reduzido.

Esqueceram-se, ou nem quiseram ler, perceber, ou pior ainda, entenderam ocultar que desde a homologação do PER irão começar os pagamentos aos credores no âmbito das dívidas abrangidas pelo mesmo, para além das responsabilidades mensais correntes que orçam milhares de Euros.

Nos termos dos nossos Estatutos, é necessário um requerimento assinado, pelo menos, por 100 sócios efetivos deste Clube para se pedir a destituição da Direção do mesmo e eleições antecipadas.

O tal GRUPO apareceu triunfante com um requerimento, alegadamente, assinado por 114 sócios efetivos mas…… não podemos deixar de informar que da lista apresentada constam:

– Menores de Idade;
– Recém nascidos;
– Pessoas que assinaram o dito pedido a 9 de Janeiro e, apenas, a 10 de Janeiro se inscrevem como sócios do Clube;
– Sócios com quotas em Atraso há mais de 3 Anos, etc…

A legitimidade deste Grupo nasce assim, pasmem-se, da assinatura de um sócio com SEIS MESES de IDADE…..

Sócios, a Direcção deste Clube irá apresentar, se assim for configurado, as competentes denúncias criminais por estes atos, que embora possam adjetivar quem as praticou, trata-se realmente de tentativas de enganar, em claro desrespeito pela Lei, pelos nossos estatutos, pelos sócios e sobretudo pelo VITÓRIA.

Honra e uma palavra de reconhecimento ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral, que na esteira das suas funções entendeu não acolher tal requerimento, pelos motivos aqui esplanados e que estão igualmente expressos em comunicado na página oficial deste Clube.

São estas as pessoas que querem destituir a Direção e assumir os destinos do VItória Futebol Clube?
O Vitória Futebol Clube não é um clube de bairro e a sua dimensão ultrapassa fronteiras.

Estamos a ano e meio do fim do nosso mandato, a destituição da Direcção seria uma catástrofe a todos os níveis, ninguém é eterno no Vitória.

O Vitória Futebol Clube é dos seus sócios e nunca por nunca esta direção o venderá.

Estamos a cumprir na íntegra com as obrigações Estatutárias.

Das contas do VFC – apresentadas e aprovadas pelos sócios – foram apresentados resultados de exploração positivos.

Contas da SAD auditadas pelos Revisores Oficias de Contas, publicadas nos Organismos competentes, com lucros na exploração de 2012 /2013, sendo que desde o ano de 2004 que tal não acontecia.

Está na hora de dizer Basta, pois esta gente só tem a preocupação de denegrir quem esteve e está no Clube.

Existem datas específicas para a eleição de novos Órgãos Sociais, ainda há pouco tempo houve eleições, porque não concorreram? As eleições foram de Lista Única.

Em 2009 houve também eleições. Onde estavam estes senhores? O Vitória estava a MORRER e ninguém apareceu, permaneceram na “toca”, esconderam- se…

Será a motivação desta Gente, voltar a ver o Vitória na Imprensa, pelos piores motivos ?

O Vitória só conseguirá alcançar a sua sobrevivência com estabilidade e não com pessoas que não tem respeito, nem noção, do que é a Instituição Vitória Futebol Clube.
O Vitória não precisa desta Gente.
O Vitória Merece Respeito.
O Vitória está além das pessoas que o representam.

VIVA O VITÓRIA.

Setúbal, 19 de Janeiro de 2014.

A Direcção do Vitória Futebol Clube



Deixe o seu comentário

Necessita de ter a sua sessão ligada para poder comentar.