A sorte nem sempre protege os audazes

Categorias: Futebol


20130825-204119.jpg

O Vitória perdeu hoje em Vila do Conde por 2-0, num jogo em que durante os 90′ foi, sempre, superior ao seu adversário mas em que os dois, únicos, deslizes da defensiva Vitoriana se revelaram fatais e acabaram por ditar o resultado final.
O primeiro golo do Rio Ave surge aos 9′, num lance em que o vilacondense Lionn aproveita um deslize (escorregadela) do defesa esquerdo do Vitória, Nélson Pedroso, para surgir na cara do guarda-redes Adilson Jr. e com um remate forte e rasteiro, bate este último.
Os Vitorianos não esmoreceram e, com jogadas vistosas e envolventes, íam criando perigo para a baliza de Salin, que acabou por se cotar como um dos melhores jogadores em campo.
Exemplo disso, foi o remate de Bruno Sabino, à passagem do minuto 23′, que após “amorti” de Cardozo, faz passar a bola a escassos centímetros da trave da baliza do guarda-redes vilacondense.
Aos 43′, duas oportunidades para o Vitória, no mesmo lance, primeiro Cardozo, ao segundo poste, recebe um cruzamento da esquerda e de “primeira” remata forte para grande defesa de Salin, que afasta a bola para a zona central da área, onde surge Rafael Martins a rematar à meia-volta, num bonito gesto técnico, apenas travado “a meias” por um defesa e pelo, inevitável, Salin, que fazem passar a bola por cima da trave.
Logo no início da segunda parte, aos 47′, o árbitro da partida, Cosme Machado, entende que Ruben Vezo, não chega a tocar na bola, faz um atraso para o guarda-redes Adilson Jr., com este a agarrar a esférico com as mãos, e assinala livre indirecto dentro da área sadina. Na sequência do lance e após remate forte, de fora da área, de Edimar, a muito curta distância de Tiago Terroso, o juíz da AF Braga, em mais uma decisão discutível, assinala castigo máximo, contra os Vitorianos, por bola no braço do médio setubalense. Chamado a converter o pénalti, o avançado egípcio Hassan bate Adilson Jr. e faz o o 2-0 para os da casa.
Mas, mais uma vez, o Vitória reage muito bem ao golo sofrido e remete o Rio Ave, em largos períodos do encontro, ao seu sector mais recuado, criando boas ocasiões para marcar.
Bruno Sabino, volta a criar perigo aos 53′ num remate a meia altura junto ao poste direito da baliza de Salin, após passe “açucarado” de Tiago Terroso.
Decorria o minuto 71′ quando o recém entrado Pedro Tiba (entrou aos 61′ para o lugar de Paulo Tavares) remata fortíssimo ao poste esquerdo de Salin e no ressalto um jogador vilacondense joga a bola com o braço. Pénalti indiscutível, a favor do Vitória, desperdiçado por Bruno Sabino que permite a defesa do guarda-redes francês.
Até ao final do jogo o Vitória continuou a dominar o seu adversário, sempre em busca do golo, no entanto, não conseguiu marcar, o que seria de todo justo considerando o que se passou durante os noventa minutos.

Ficha do Jogo

Liga ZON SAGRES | 2.a Jornada | Rio Ave FC Vs. Vitória FC | 2013.08.25 -16:00H

Árbitro: Cosme Machado
1.o Assistente: Inácio Pereira
2.o Assistente: Paulo Soares
4.o Árbitro: Luís Ferreira

Rio Ave FC

Jogaram: Salin, Lionn, Marcelo, Rodriguez, Edimar, Wakaso, Tarantini, Braga, Diego (Luíz Gustavo, 76′), Ukra (Del Valle, 75′) e Hassan (Ronny, 86′).
Suplentes não utilizados: Ederson, André Vilas Boas, Roderick e Nuno Lopes.

Treinador: Nuno Espírito Santo

Disciplina
Cartões Amarelos: Braga (43′).

Marcadores: Lionn (9′) e Hassan (pen. 50′).

Vitória FC

Jogaram: Adilson Jr., P. Queirós, Cohene, Vezo, N. Pedroso, Dani, P. Tavares (Tiba, 61′), T. Terroso (Jorginho, 74′) B. Sabino, Rafael (R. Horta, 66′) e Cardozo.
Suplentes não utilizados: M. Lázaro, François, Ney Santos e Coronas.

Treinador: José Mota

Disciplina
Cartões Amarelos: Rafael (40′).

Marcadores: —

Resultado final: Rio Ave FC 2 – 0 Vitória FC

Dani ganha duelo nas alturas
Dani ganha duelo nas alturas

Tiago Terroso “arma” o remate
Tiago Terroso “arma” o remate para visar a baliza adversária



Deixe o seu comentário

Necessita de ter a sua sessão ligada para poder comentar.