Pénalti “fantasma” coloca Vitória fora da Taça

Categorias: Futebol


LogoTaçaPortugal

Vinte seis jogadores de campo e dois treinadores no banco não foram suficientes para, qualquer um deles, ser eleito o protagonista do jogo. Essa distinção teve que recair no “herói” improvável, Luís Ferreira (AF Braga) – árbitro da partida – que ao assinalar um pénalti inexistente, já em período de compensação (90’+2), permitiu ao Rio Ave adiantar-se no marcador e deixar o Vitória sem qualquer hipótese de reacção, visto que instantes depois deu o jogo por terminado.

Num encontro em que a primeira parte foi repartida, os defesas superiorizaram-se aos atacantes e conseguiram travar as investidas contrárias mantendo as, respectivas, balizas invioladas.

Na etapa complementar o cariz do jogo alterou-se e o domínio do Rio Ave foi mais notório, no entanto o Vitória, principalmente após as substituições operadas, nunca deixou de se aproximar da área adversária (exemplo disso são os 9 cantos ganhos), explorando a velocidade dos homens mais avançados da equipa como eram os casos de Pedro Tiba, Rafael Martins, Cardozo e Ricardo Horta, entretanto chamado a jogo para o lugar de Miguel Pedro.

O guarda-redes Pawel Kieszek cotou-se com uma excelente exibição. Entre outras tantas, os melhores exemplos, disso mesmo, são as defesas consecutivas a remates de Hassan e Sandro Lima, à passagem do minuto 66′.

Por tudo o que tinha feito era o guarda-redes polaco do Vitória que levava vantagem, até ao minuto 90’+2, na eleição de “man of the match” mas nesse preciso momento apareceu…Luís Ferreira (árbitro da partida!!!) a decidir um jogo que tinha tudo para ir a prolongamento.

“Quando existem erros graves é evidente que são muito penalizantes…Algumas vezes há quebras de tensão, há contactos que provocam quebras de tensão… e houve uma quebra de tensão, às vezes são na electricidade outra vezes são nos jogadores”, José Couceiro (Treinador do Vitória FC).

FolhaConstituicaoEquipaRAFCvsVFC_VElimTP



Deixe o seu comentário

Necessita de ter a sua sessão ligada para poder comentar.