Golo madrugador comprometeu estratégia sadina

Categorias: Futebol


FCPvsVFC01

O golo madrugador de Jackson Martinez (10′) “deitou por terra” a estratégia que o Vitória FC tinha delineado para a partida do Dragão e acabou por marcar o rumo dos acontecimentos.

Apesar do golo sofrido muito cedo, o Vitória poderia ter “reentrado” no jogo caso o remate (33´), de fora da área, de Pedro Tiba não tivesse encontrado superior oposição, por parte de Helton, que com uma excelente intervenção conseguiu desviar a bola para a linha de fundo. Na sequência do canto Ramon Cardozo cabeceia forte, com a bola a ser travada pelo peito de Mangala num lance que, no estádio, deixou algumas dúvidas mas que as imagens televisivas acabaram por dissipar.

O Vitória não conseguiu igualar a partida e à passagem do minuto 35, Silvestre Varela – veloz a fugir à defensiva sadina – remata forte e colocado não dando hipóteses de defesa a Pawel Kieszek. Estava feito o 2 – 0, resultado com que se chegou ao intervalo.

FCPvsVFC02

Nélson Pedroso disputa a bola com o portista Carlos Eduardo.

Numa segunda parte morna e em que o FC Porto continuou a dominar o jogo, a equipa nortenha acabou por conseguir aumentar a vantagem, já, na parte final do encontro (87′), através de um remate de primeira, de fora da área, de Carlos Eduardo que, assim, fez o 3-0 final.

FolhaConstituicaoEquipa FCPvsVFC_16.ªjornLZS



Deixe o seu comentário

Necessita de ter a sua sessão ligada para poder comentar.