Regresso a casa e às vitórias

Categorias: Futebol


VFCvsRAFC01

Depois de um início de ano em que efetuou seis jogos oficiais, cinco fora e, apenas, um em casa (já no passado dia 8 de janeiro), o Vitória regressou ao Bonfim e brindou o seu público com um futebol atraente e um triunfo inteiramente justo (2-0), perante um adversário que, a jogar fora de casa, tem demonstrado qualidade, assim atestam os resultados.

Dois dias antes da partida, em conferência de imprensa, o avançado brasileiro, Rafael Martins, confessara, já, sentir saudades de jogar perante os seus adeptos e de fazer o “gosto ao pé”. Pois bem, necessitou, apenas, de 40 segundos para amenizar esse sentimento tão português…

VFCvsRAFC03

Ricardo Horta foi um autêntico “quebra-cabeças” para a equipa adversária.

O golo marcado, logo, no início catapultou o Vitória para uma exibição segura e vistosa, prova disso, foram os lances de perigo que se seguiram, com os remates de João Mário (13′) e François (20′) a provocarem calafrios na defensiva vilacondense.

À passagem dos 30′, o defesa do Rio Ave, Marcelo, pressionado por Ricardo Horta, joga a bola com o braço, originado uma grande penalidade a favor do Vitória. Na conversão, Rafael Martins não perdoou e bisou na partida, fazendo o 2 – 0 para os sadinos, resultado com que se chegou ao intervalo.

VFCvsRAFC04

Dani mete ordem no meio campo sadino sob o olhar atento de um vilacondense.

Na etapa complementar e apesar da tripla substituição (!!!) no Rio Ave, o Vitória continuou a comandar o jogo e saía com critério para o ataque, no entanto, a partida acabou por perder qualidade com as duas expulsões (justas, diga-se) dos jogadores forasteiros, Nuno Lopes (69′) e Edimar (71′).

Até ao final o Vitória controlou o jogo e assegurou três importantes pontos somando, nesta altura, dezanove na tabela classificativa.

Para o próximo sábado (20:00H) está agendado, novo confronto no Bonfim, entre Vitória FC e V. Guimarães em partida relativa à 18.ª jornada da Liga Portuguesa.

VFCvsRAFC02

O médio Pedro Tiba cotou-se com, mais uma, excelente exibição.

Declarações:

“Entrámos muito bem no jogo e fazer um golo logo de início é importante. Ninguém esperava que fosse tão cedo, mas continuámos à procura do segundo golo. Na segunda parte, acusámos a responsabilidade de ganhar o jogo e somar pontos (..) Houve bons momentos na primeira parte, momentos com qualidade, em que jogámos aquele futebol em que a cidade de Setúbal está habituada a ver.”, José Couceiro (treinador do Vitória FC).

“Começámos bem o jogo, e esse momento deu confiança ao grupo (…) Não estava muito preocupado por não marcar, mas por a equipa não vencer. Isso foi o mais importante.”, Rafael Martins (avançado do Vitória FC).

FolhaConstituicaoEquipa VFCvsRAFC_17.ªJorn_LZS

 

 



Deixe o seu comentário

Necessita de ter a sua sessão ligada para poder comentar.