Vitória fecha Liga com “chave de ouro”

Categorias: Futebol


VFCvsSCO01

O Vitória recebeu e venceu, no passado sábado, a equipa algarvia do SC Olhanense que, com este resultado, acabou por ser despromovida à Liga 2 mas permitiu aos vitorianos fecharem a Liga – versão 2013/2014 – com “chave de ouro”.

A equipa sadina quis brindar os seus adeptos com o que de bom tem feito nos últimos tempos e não defraudou as expectativas, apresentando um futebol atractivo e com golos.

O jogo não poderia ter começado melhor, para as cores verde-e-brancas, quando aos 2′, Zequinha com um remate colocado , ainda de fora da área, de pé esquerdo abriu o activo e colocou o Vitória em vantagem.

VFCvsSCO02

Zequinha abriu o activo no Bonfim.

O Olhanense, que jogava cartada decisiva neste encontro, correu atrás do prejuízo e empatou a partida, à passagem do minuto 14, através de Dionisi que aproveitou da melhor forma uma infelicidade do guarda-redes Kieszek.

Já depois dos forasteiros terem atirado uma bola ao poste (18´), novamente por Dionisi, o experiente defesa central dinamarquês Per Kroldrup comete, em menos de cinco minutos, duas faltas passíveis de cartão amarelo e é expulso da partida, colocando os algarvios, ainda, em maiores dificuldades.

VFCvsSCO05

João Mário disputa a bola com um contrário.

Vid Belec, guarda redes dos visitantes, cotava-se com uma boa exibição e ía impedindo o que parecia inevitável…o golo do Vitória. Até que, aos 67′, na sequência de um canto curto no lado esquerdo, Pedro Tiba cruza para a área, onde surge o central sadino, Frederico Venâncio, na passada a cabecear para o fundo das redes. Estava feita justiça no marcador e o jovem central, produto da formação do Vitória FC, estreava-se a marcar na Liga, edição 2013/2014.

VFCvsSCO01

Festejos de Frederico Venâncio após ter colocado o Vitória em vantagem.

O jogo não terminaria sem o “suspeito do costume” facturar. Rafael Martins, que viu por diversas vezes o guardião esloveno negar-lhe o golo, rematou colocado, aos 89′, não dando qualquer hipótese de defesa a Vid Belec. O Vitória aumentava o score e fazia o resultado final (3-1).

VFCvsSCO04

Pedro Tiba prepara-se para deixar Sampirisi para trás.

Caiu o pano na Liga Portuguesa, numa época em que o Vitória Futebol Clube teve um bom desempenho, terminando na sétima posição e onde saltam à vista alguns aspectos positivos que devem ser realçados: o bom futebol praticado; o aproveitamento dos jogadores oriundos dos escalões de formação e de divisões inferiores; o objectivo da manutenção, antecipadamente, alcançado e o facto de sermos a equipa mais portuguesa da Liga Zon Sagres.

VFCvsSCO03

O médio centro Dani esteve em bom plano na luta do meio campo.

“Em primeiro lugar, uma palavra para o Olhanense e para os seus jogadores. É um dia triste para eles. Em relação ao jogo, o Vitória de Setúbal entrou bem na partida, fizemos o golo e, em vez de aproveitarmos, desligámo-nos. O Olhanense reagiu. É evidente que a expulsão (de Kroldrup, aos 34 minutos) foi determinante. Penso que não houve mais expulsões porque o árbitro teve o cuidado de não mostrar alguns amarelos. Este ano ainda não perdemos no Bonfim, temos mais golos marcados do que sofridos, a prestação é muito boa. A partir de hoje, os resultados deste ano fazem parte do passado. O que interessa é a próxima época”, José Couceiro (Treinador do Vitória FC).

FolhaConstituicaoEquipa VFCvsSCO_30.ªJorn_LZS



Deixe o seu comentário

Necessita de ter a sua sessão ligada para poder comentar.