Vitória diz adeus a 2015 em grande estilo

Categorias: Futebol


2015.12.20 - Foto CDTvsVFC_14.ªJornLigaNOS 01

Vitória diz adeus a 2015 em grande estilo

No derradeiro jogo de 2015 os comandados de Quim Machado tinham uma deslocação difícil ao terreno do último classificado, o Tondela que, recentemente, tinha contratado o terceiro treinador da temporada, o ex-boavisteiro Petit. Numa partida que se afigurava de grau de dificuldade acrescido, a equipa vitoriana passou com distinção, impondo-se no jogo por 3-1 e alcançando o quinto lugar da tabela classificativa, à condição, pois o P. Ferreira disputa na noite de segunda-feira o seu jogo.

Em Tondela o início de jogo foi frenético, com emoção a rodos e com o goleador sadino André Claro a marcar o golo mais rápido da Liga NOS, até ao momento, logo aos dezoito segundos, depois de cruzamento de Costinha na direita e de desvio do guarda-redes tondelense, Cláudio Ramos, que não conseguiu evitar o pior para a sua equipa.

Logo de seguida, decorridos que estavam dois minutos, inverteram-se os papéis e numa rápida jogada de contra ataque, André Claro serviu Costinha que na cara do guarda-redes contrário atirou rasteiro fazendo o esférico passar a poucos centímetros do poste.

Aos cinco minutos o árbitro da partida, Luís Godinho, vislumbrou uma carga de William Alves sobre Raphael Guzzo, assinalando grande penalidade contra o Vitória. Na conversão, o mesmo Raphael Guzzo desperdiçou o castigo máximo perante a excelente oposição do keeper sadino, Ricardo, que bloqueou a bola e manteve o Vitória em vantagem na partida.

À passagem do primeiro quarto de hora, o médio ofensivo de19 anos, André Horta, rouba a bola a Lucas Souza, no meio campo ofensivo, progride até à entrada da área adversária e desfere um potente remate, fazendo o esférico anichar-se nas redes tondelenses.

No entanto, a emoção não se ficaria por aqui. Decorridos que estavam dezanove minutos, o brasileiro Nathan Júnior, aproveitando um cruzamento da direita de Guzzo, consegue bater o guardião vitoriano e encurtar distâncias para 1-2.

Porém e no que toca a golos, estes não se ficariam por aqui. Ao minuto trinta e sete, Nuno Pinto tira um cruzamento para a área interceptado pelo braço de Edu Machado e o juiz da partida assinala o correspondente castigo máximo, desta feita a favor do Vitória. Especialista neste tipo de lances, o avançado André Claro converte a grande penalidade, bisa na partida e coloca o Vitória a vencer por 3-1, neste que foi o seu sétimo golo na Liga NOS.

Necessitado de pontos, o Tondela acabou por correr atrás do prejuízo durante o segundo tempo mas a equipa Vitoriana nunca permitiu grandes veleidades e as substituições operadas por Quim Machado ajudaram a que o Vitória se mantivesse sempre no comando das operações. A melhor oportunidade da segunda metade acaba, mesmo, por pertencer aos sadinos quando na recta final da partida, o “suspeito do costume”, André Claro, remata em jeito, fazendo a bola embater no poste contrário e desperdiçando a oportunidade do hatrick.

Pouco depois, Luís Godinho dava por terminada a contenda com um saboroso triunfo vitoriano por 3-1 e com os vinte um pontos alcançados que garantem, para já, o quinto lugar na tabela da Liga NOS e uma despedida de 2015 em grande estilo.

2015.12.20 - Foto CDTvsVFC_14.ªJornLigaNOS 01

2015.12.20 - Foto CDTvsVFC_14.ªJornLigaNOS 02

2015.12.20 - Foto CDTvsVFC_14.ªJornLigaNOS 03

2015.12.20 - Foto CDTvsVFC_14.ªJornLigaNOS 05

2015.12.20 - Foto CDTvsVFC_14.ªJornLigaNOS 06

2015.12.20 - Foto CDTvsVFC_14.ªJornLigaNOS 04

2015.12



Deixe o seu comentário

Necessita de ter a sua sessão ligada para poder comentar.