VFC 1-1 CDN | Faltou dar a machadada final

Categorias: Futebol


2016.02.21 - Jogo VFCvsCDN_23.ªJornLigaNOS 01

VFC 1-1 CDN | Faltou dar a machadada final

Inicialmente agendado para sábado, o jogo entre Vitória e Nacional foi remarcado para este domingo, devido ao cancelamento dos voos da Madeira e, curiosamente, o mau tempo transferiu-se também para Setúbal, isto porque, durante a primeira parte, e sem nada o fazer prever, abateu-se sobre o Bonfim uma forte tempestade, onde não faltaram trovões, chuva e granizo.

Apesar de ter entrado melhor no jogo, o Vitória acabou por ser penalizado, na primeira vez que o Nacional se acercou da área sadina, com o cabeceamento certeiro de Soares (14´) a inaugurar o marcador e a colocar os insulares em vantagem.

O Vitória reagiu bem ao golo sofrido, porém a intempérie que se abateu e o bloco baixo com que o Nacional se apresentou no Bonfim, não deixaram que se criassem grandes oportunidades para os comandados de Quim Machado. Neste período os insulares saíam em transições rápidas para o contra-ataque, onde exploravam a velocidade dos seus alas, Salvador Agra e Witi, criando algumas dificuldades ao sector mais recuado dos sadinos.

No segundo tempo o domínio vitoriano acentuou-se e foi com alguma naturalidade que o suspeito do costume – André Claro – fez o golo da igualdade à passagem do minuto 59, num remate que fez a bola embater no poste antes passar a linha de golo. O avançado português do Vitória fazia, assim, o seu 11.º golo na Liga NOS e repunha justiça no marcador.

Numa altura em que o técnico sadino já tinha esgotado todas as substituições e em que a sua equipa actuava totalmente balanceada para o ataque, Albert Meyong teve a derradeira oportunidade de dar os três pontos ao Vitória na marcação de um livre directo (90’) mas Gottardi correspondeu com uma excelente defesa e desviou a bola para canto.

O jogo não terminaria sem o árbitro da partida, Sérgio Piscarreta da A.F. Algarve numa clara demonstração de falta de bom senso, exibir o segundo cartão amarelo (90’+3) e consequente expulsão ao médio ofensivo do Vitória, Costinha, por suposta simulação de falta fora da área, dando razão ao protesto original e espontâneo da massa associativa Vitoriana, no início do jogo, quando exibiu diversos cartões amarelos e vermelhos, no momento da entrada das três equipas em campo.

Na próxima jornada (24.ª) o Vitória desloca-se ao terreno do Estoril, numa partida agendada para dia 27 de Fevereiro (sábado), pelas 20:45H, no Estádio António Coimbra da Mota.

2016.02.21 - Jogo VFCvsCDN_23.ªJornLigaNOS 05O avançado de 24 anos, André Claro, festeja com os seus companheiros após ter igualado a partida (1-1).

2016.02.21 - Jogo VFCvsCDN_23.ªJornLigaNOS 02O médio Ruca, perante a oposição de Witi, inicia mais um lance ofensivo do Vitória.

2016.02.21 - Jogo VFCvsCDN_23.ªJornLigaNOS 03O defesa Nuno Pinto tenta ganhar o duelo com avançado do Nacional, Salvador Agra.

2016.02.21 - Jogo VFCvsCDN_23.ªJornLigaNOS 01Albert Meyong, entrou em jogo aos 58′ e viu Gottardi negar-lhe o golo ao “cair do pano” da partida.

2016.02.21 - Jogo VFCvsCDN_23.ªJornLigaNOS 04

O jovem avançado Hassan também foi a jogo mas o resultado não se alterou.

2016.02.21 - Jogo VFCvsCDN_23.ªJornLigaNOS 06As bancadas do Bonfim assistiram a um protesto original e espontâneo por parte da indefectível massa associativa Vitoriana.

2016.02.21 - FolhaConstEquipa VFCvsCDN__23



Deixe o seu comentário

Necessita de ter a sua sessão ligada para poder comentar.