Sporting em Setúbal para a festa da Taça

Categorias: Andebol


equipa andebol

Sadinos e leões medem forças pelo segundo ano consecutivo, desta vez nos oitavos de final.

O treinador do Vitória, António Santos, caracteriza o jogo com o Sporting como “Um clássico do andebol português”. Adversário que pelo segundo ano consecutivo visita o Pavilhão Antoine Velge para disputar uma eliminatória da Taça de Portugal. Depois de um claro 12-47 favorável aos leões na época passada, nos 16 avos de final, desta vez as equipas medem forças nos oitavos, com os setubalenses à espera de um desfecho diferente.

“Vamos trabalhar para que isso seja uma realidade, sabendo que o Sporting tem uma equipa muito bem apetrechada, com um orçamento maior do que o futebol do Vitória. Na
última jornada que disputou no campeonato, tinha oito estrangeiros na ficha de jogo. Será um duelo entre David e Golias, mas esperamos que o David possa ganhar”, confessou o técnico de 62 anos, elogiando um adversário que ocupa o 2º lugar na I Liga e disputa as competições europeias.
O timoneiro sadino salienta que o confronto de amanhã, às 17h30, vai ser “uma festa”. “Vamos encher o nosso pavilhão e queremos proporcionar uma boa festa do andebol e aguçar o interesse dos vitorianos e setubalenses para acompanhar a equipa. Queremos que as pessoas se voltem a virar para o andebol do Vitória”, frisou.
E para que a festa seja ainda maior, António Santos apela ao “fundamental calor humano” no Antoine Velge, à imagem do que aconteceu na última jornada. “Foi o público que nos empurrou para uma vitória suada. Foi uma força acrescida para superar o adversário”, afirmou, acerca do triunfo tangencial de 27-26 sobre o rival Camões. Ao apoio das bancadas, espera juntar uma exibição “perspicaz, calculista e inteligente para confundir o potencial do Sporting” e causar surpresa na Taça.

Paralelamente à participação na Taça de Portugal, a equipa sénior de andebol do Vitória disputa a zona 3 da II Divisão Nacional, na qual é 2ª classificada numa altura em que já se
disputaram 12 das 18 jornadas.
Como o líder é o Benfica “B” e está impedido de subir de divisão pelos regulamentos, os sadinos estão na frente da corrida por uma das duas vagas na fase de promoção.
“Estamos bem, a procurar atingir a fase final. A equipa está consciente da qualidade que tem e, quando chegarmos à fase final, vamos ver o que conseguimos fazer”, vaticinou o
treinador António Santos, carregado
de ambição.

equipa andebol

O Setubalense, edição 440 de dia 27 de Janeiro de 2017



Deixe o seu comentário

Necessita de ter a sua sessão ligada para poder comentar.