Atitude sadina correspondida pela cabeça de Zequinha

Categorias: Futebol,Sem categoria


2015.02.01 - GVFCvsVFC_19.ª Jorn-1.ª Liga 01

Vitória e Gil Vicente jogavam, no encontro de ontem em Barcelos, cartada importante quanto às aspirações, de ambas as equipas, no que ainda falta jogar desta Primeira Liga. Ciente dessa responsabilidade o técnico Vitoriano, Bruno Ribeiro, fez alinhar o mesmo onze que tão boa conta do recado tinha dado na vitória (4-1) caseira frente ao Rio Ave.

O início do jogo em Barcelos demonstrou um Vitória autoritário e, logo, aos 6´ o avançado sul-coreano Suk, com o guarda-redes gilista batido, poderia ter inaugurado o marcador, após cruzamento de Pedro Queirós na direita. Um minuto volvido e o mesmo protagonista, agora num remate forte de fora da área, faz passar a bola a poucos centímetros da trave minhota.

Já depois de Evaldo, numa incursão à área vitoriana (18’), ter atirado ao poste, o Gil Vicente consegue colocar-se em vantagem, através de João Vilela (35’), aproveitando um deslize da defensiva sadina para inaugurar o marcador.

Decorria o minuto 39, quando o árbitro da partida Vasco Santos não viu, apesar de estar muito perto do lance, uma entrada dura de Gabriel sobre Paulo Tavares na área de rigor, ficando o correspondente castigo máximo por assinalar. Deste modo, chegava-se ao intervalo com o Gil Vicente em vantagem.

No segundo tempo o Vitória correu atrás do prejuízo e teve momentos de grande supremacia sobre o Gil Vicente. As alterações operadas por Bruno Ribeiro surtiram, mais uma vez, o efeito desejado e as entradas de Uli Dávila aos 55’, de Pelkas aos 72’ e Advíncula aos 82’ mexeram com o jogo. Foi mesmo o internacional peruano, depois de excelente jogada de envolvimento do ataque sadino, a tirar um cruzamento soberbo, que encontrou Zequinha (83’), na cara de Adriano Facchini, e que com um bom gesto técnico de cabeça repôs justiça no marcador.

Até final da partida o Gil Vicente, ainda, ficou reduzido a dez unidades, por expulsão de Luís Silva aos 89’, mas o resultado não se viria a alterar e a divisão de pontos acaba por servir mais ao Vitória – mantém a diferença de sete pontos e ficou com vantagem no confronto directo – que à equipa minhota. Bruno Ribeiro mantém-se, assim, invicto no comando técnico do Vitória somando uma vitória e dois empates neste seu regresso a casa.

O próximo compromisso do Vitória é, já, na quarta-feira, dia 04 de Fevereiro 2015, pelas 20:15h, no Estádio do Bonfim, frente ao Boavista, num jogo decisivo para a passagem às meias-finais da Taça da Liga.

2015.02.01 - GVFCvsVFC_19.ª Jorn-1.ª Liga 01O médio Paulo Tavares, aqui em luta com Ruben Ribeiro, revelou-se fundamental na batalha do meio campo.

2015.02.01 - GVFCvsVFC_19.ª Jorn-1.ª Liga 02O defesa esquerdo Kiko ganha o lance ao médio gilista Diogo Viana.

2015.02.01 - GVFCvsVFC_19.ª Jorn-1.ª Liga Folha Const Equipas

 



Deixe o seu comentário

Necessita de ter a sua sessão ligada para poder comentar.