Vítor Hugo Valente: “Trata-se de um caso de saúde pública”

Treino cancelado: Plantel ‘atacado’ por virose
8 Janeiro, 2020
Comunicado
10 Janeiro, 2020

Vítor Hugo Valente: “Trata-se de um caso de saúde pública”

O plantel do Vitória FC voltou a não treinar pelo segundo dia consecutivo devido a uma virose que afetou uma larga maioria da equipa. Depois da sessão de trabalho de quarta-feira ter sido cancelada por falta de jogadores disponíveis, a situação agravou-se ao longo da noite e mais quatro elementos do grupo manifestaram os mesmos sintomas.

Perante os casos mais graves, ao início da tarde, catorze jogadores – Artur Jorge, Éber Bessa, Brian Mansilla, Ghilas, Nuno Valente, Makaridze, Nuno Pinto, Hachadi, André Sousa, Carlinhos, Baba, Leandro Vilela e Zequinha – receberam tratamento no Hospital da Luz de Setúbal, enquanto os restantes permaneceram em casa.

“É uma situação de emergência e para calar algumas vozes maldizentes. Queremos dizer que no Vitória FC não brincamos com situações de saúde, de saúde pública, nem com a saúde dos nossos atletas”, começou por frisar o Presidente do emblema do Bonfim, Vítor Hugo Valente, em conferência de imprensa, antes de explicar a situação ao pormenor.

“Durante a semana o departamento médico indiciou um conjunto de jogadores com um vírus que os impossibilitou de jogar e treinar. Com este quadro, o Vitória FC já deu conta à Liga, e cabe a nós defender a integridade dos jogadores, assim como ao Sindicato dos Jogadores e ao Sporting, da situação que estava a ocorrer neste clube. A Liga pediu para encontrarmos outra data para realizar este jogo, já o Sporting disse que não tinha datas disponíveis por estar noutras competições. O Vitória FC sugeriu as datas das meias-finais da Taça de Portugal para realizar este jogo, visto que ambos os clubes não estão na prova”, acrescentou.

Bom senso é, por isso, o que se pede. “A nós cabe-nos defender o clube, a integridade dos jogadores e a competição. Nós não vamos jogar com os juniores, até porque eles também jogam nesse fim de semana. Nós somos solidários com os outros clubes, mas o Sporting parece que não o quer ser connosco. Quem não é solidário connosco temos de rever as nossas posições. Esta é a situação de facto”, sentenciou o Presidente do Vitória FC.

 

Os comentários estão fechados.

P