Futebol | Vitória FC empata 1-1 com o Vitória de Guimarães

Categorias: Futebol


20180414_202952_resized
O Vitória FC empatou 1-1 em Guimarães na 30.a jornada da Liga NOS, no seu jogo número 2.000 no Campeonato Nacional da I Divisão, que ficou marcado pelo fora-de-jogo no lance de golo do Vitória de Guimarães.
A equipa minhota adiantou-se no marcador aos 9′, quando Hurtado desviou para a baliza um remate de João Aurélio, na sequência de um cruzamento de Konan, que estava em posição de fora-de-jogo.
O Vitória FC ameaçou o empate aos 28′, quando Wallyson atirou de longe ao poste direito, e empatou aos 30′, com Vasco Fernandes a concluir à boca da baliza um desvio de Yohan Tavares na sequência de um canto.
Edinho atirou de cabeça ao poste esquerdo aos 35′ e aos 48′ ainda rematou de fora da área com muito perigo, iniciando um longo período em que o Vitória FC esteve por cima do jogo, para o Vitória de Guimarães reagir nos minutos finais.
José Couceiro afirmou que tanto ele como a equipa estavam revoltados ”há muito tempo” devido às decisões de arbitragem que têm prejudicado a equipa e que não ficaram ”satisfeitos com o resultado”, apesar de o Vitória de Guimarães ser ”uma equipa com qualidade”.
“É só ver o lance do golo. Não sei como é que o VAR não consegue ver as linhas na relva”, sublinhou, referindo-se ao fora-de-jogo no lance do 1-0.
Frisando ainda que este era o jogo 2.000 do Vitória FC no campeonato, o que faz dele “um clube histórico”, o técnico sublinhou que “o Vitória merece mais respeito”, afirmando que o ambiente que tem sentido ”é muito negativo” e ”hoje não pode calar a revolta da equipa”.
Admitiu, no entanto, que o Vitória FC não entrou bem no jogo: ”Demos algum espaço, e permitimos que o Vitória de Guimarães ganhasse alguma confiança. Depois acertámos e aí tivemos o jogo mais vezes controlado. Acreditámos que podíamos ganhar, não baixámos para defender o resultado e tentámos ganhar o jogo”, disse.
O treinador da equipa vitoriana deixou ainda um abraço a Vasco Fernandes pelo golo:’ “Sei que ele dedicaria este golo ao seu pai e à sua família. Hoje também tem uma pessoa muito querida que tem o seu aniversário”, disse.
 
Sob arbitragem de Rui Costa (AF Porto), o Vitória FC alinhou com Cristiano, Patrick (Pedro Pinto, 89), Yohan Tavares, Nuno Reis, Vasco Fernandes, Semedo, Wallyson (Yannick Djaló, 84′), Nené Bonilha, Costinha, André Pereira  (João Amaral, 73’) e Edinho.
20180414_202952_resized


Deixe o seu comentário

Necessita de ter a sua sessão ligada para poder comentar.